terça-feira, 23 de junho de 2009

Navio "Oro" naufragou em Sines




A 04 de Fevereiro de 1957 o navio cargueiro espanhol "Oro" naufragou na zona do Rio do Ouro em Sines (actualmente a antiga zona do Rio do Ouro é onde se situa o viaduto junto á A.P.S.), este navio navegava com uma carga de "chapas" de madeira, que acabaram por dar á costa, tendo a maioria sido aproveitada por populares. Deste naufrágio resultou um morto e dezasseis salvados. O salvamento dos tripulantes foi efectuado pelos Bombeiros Voluntários de Sines, através do chamado método da bóia calção, este método consiste no lançamento de um cabo para o navio naufragado, através de um foguete, ficando estabelecida uma ligação entre terra e o navio. Esta ligação movimenta uma bóia circular com calção onde o socorrista é transportado para o navio e posteriormente os salvados são conduzidos até terra. Actualmente este meio de salvamento já se encontra obsoleto pela sua grande dificuldade de manobra. Toda esta operação originou a atribuição por parte do governo Espanhol de uma condecoração como forma de reconhecimento pelo empenho na operação de salvamento, o General Franco deslocou-se á capitania do Porto de Sines para atribuir uma condecoração á corporação e a um elemento dos Bombeiros Voluntários de Sines (o homem que se deslocou a bordo do navio - actualmente Chefe do Quadro de Honra - Sr. Davide).

Um comentário:

Vitor Espirito Santo Pereira disse...

Faleceu hoje o nosso Subchefe David Pereira do Quadro de Honra dos Bombeiros Voluntários de Sines.

Paz à sua alma.

Sines, 18 de Dezembro de 2013